In Olfact

Os seios da face são cavidades ósseas revestidas por uma membrana mucosa e preenchidas por ar, presentes nos ossos da face. As sinusites nada mais são do que processos inflamatórios dos seios da face, muitas vezes ligados a infecções respiratórias.

A maioria das pessoas tem quatro seios em cada lado do rosto, para um total de oito seios. Estes são os seios maxilares, etmoides, esfenóides e frontais. Os seios maxilares estão na bochecha, os seios etmoides estão entre os olhos, os seios esfenoides estão quase no centro da cabeça e os seios frontais estão na testa. Quando a comunicação entre eles e o nariz e a sua área de ventilação são defeituosos, podem surgir diversos problemas.

Nos pacientes portadores de sinusites de repetição, sinusites crônicas, polipose nasal dentre outras condições, o tratamento clínico pode não ser suficiente. Nestes casos, médico e paciente podem chegar a uma opção cirúrgica, elaborada como o intuito de desobstruir o seios da face, ajudando a drená-los.

Esse procedimento é denominado sinusectomia endoscópica funcional, mais popularmente conhecido como cirurgia cirurgia da sinusite.

 

Sinusectomia: como funciona

A cirurgia da sinusite evoluiu consideravelmente ao longo dos últimos anos, graças ao advento do endoscópio nasal. Há alguns anos, a sinusectomia era motivo de medo e alarme, resultado de um procedimento invasivo e altamente desconfortável para o paciente, com a realização de cortes externos no nariz e na boca, uso de tampões e um período longo de recuperação. Nos dias atuais, a cirurgia endoscópica sinusal sofreu grande evolução técnica, trazendo melhor controle da doença aliado a um desconforto muito menor e uma recuperação mais rápida do paciente.

O endoscópio nasal proporcionou uma verdadeira revolução da cirurgia sinusal. No passado, a cirurgia tinha o objetivo de remover a mucosa dos seios da face doentes sem se preocupar com a origem real do problema. O uso do endoscópio e a melhor compreensão da patogênese da sinusite, permite hoje em dia o re-estabelecimento da correta ventilação dos seios, ampliando seus óstios naturais de drenagem, evitando a ressecção excessiva de tecidos, o que facilita a cicatrização.

A cirurgia é realizada com o paciente sob anestesia geral ou local, e é inteiramente realizada pelas narinas, não havendo cortes ou cicatrizes externos. O endoscópio nasal é inserido através da narina para ver o nariz e os seios nasais. O objetivo da cirurgia é identificar os canais estreitos que conectam os seios ao nariz, ampliar esses canais estreitos e melhorar a drenagem dos seios para o nariz, com o auxílio de instrumentos apropriados. Às vezes, é necessária a realização de procedimentos adicionais conjuntamente, como a septoplastia e a turbinectomia.

 

Pós operatório e recuperação de cirurgia para sinusite

O período de recuperação variará dependendo da cirurgia realizada e do paciente individual. Geralmente as pessoas não sentem muita dor após a cirurgia. Em caso de dores mais intensas podem ser usados analgésicos. O desconforto pós-operatório, o congestionamento e a drenagem melhoram após os primeiros dias. Como a sinusectomia é apenas um passo no tratamento do problema, o cirurgião também pode receitar lavagem com soro fisiológico e medicamentos como  esteróides nasais e, possivelmente, antibióticos.

 

Recent Posts
Entre em contato conosco

Responderemos o mais breve possível.

WhatsApp chat