In Olfact

A septoplastia é também conhecida como cirurgia de desvio de septo. É a cirurgia realizada para corrigir qualquer problema no septo nasal, estrutura dentro do nariz que o separa em duas cavidades, direita e esquerda.

O septo nasal é uma “parede” composta em parte por uma lâmina de osso e por cartilagem. Essa estrutura, revestida pela mucosa nasal, separa as cavidades nasais dos dois lados. Em algumas situações, o septo pode acabar se desviando para um ou ambos os lados, impedindo o bom fluxo de ar. Isso é o que chamamos de desvio de septo, que pode ser causado por traumas ou por falhas no crescimento. A má ventilação prejudica a respiração e, consequentemente, pode trazer prejuízos para a qualidade do sono e das atividades diárias.

A septoplastia tem por objetivo corrigir essas deformidades do septo nasal e aliviar queixas como dificuldade para respirar ou nariz entupido, sinusite de repetição, deficiência do olfato e dores de cabeça.


Cirurgia de desvio de septo: como funciona

Na maioria das vezes a septoplastia é realizada sob anestesia geral, de modo que o paciente fica adormecido e não sente dor. Em alguns casos o procedimento é feito com anestesia local, que adormece a área e bloqueia a dor, mas a pessoa permanece acordada. Habitualmente a cirurgia demora de uma a uma hora e meia, e a maioria das pessoas vai para casa no mesmo dia.

O septo nasal é uma estrutura composta em parte por uma lâmina de osso e por cartilagem, revestidos pela mucosa nasal. A primeira etapa da cirurgia consiste em realizar um corte e elevar a mucosa nasal, de modo a permitir visualizar as alterações ósseas e cartilaginosas do septo. Em seguida, essas alterações são corrigidas por meio da remoção ou reposicionamento das estruturas desviadas. Após a correção do desvio, a membrana mucosa é suturada na sua posição original.

A septoplastia também pode ser associada à correção estética do nariz, chamada rinoplastia.

 

Septoplastia antes e depois: benefícios

A cirurgia de septo promove melhora significativa da qualidade de vida dos pacientes que se queixam de obstrução nasal, nariz entupido, sinusite de repetição, diminuição do olfato, causados pelo septo nasal desviado. Com uma correção simples e com riscos muito baixos, os sintomas geralmente têm uma grande melhora e a qualidade da respiração, do sono e das atividades do dia a dia melhora substancialmente.

 

Cirurgia de desvio de septo: pós-operatório e recuperação

O pós-operatório da septoplastia costuma ser tranquilo e a recuperação é rápida. As primeiras quatro horas após a cirurgia correspondem ao pós-operatório imediato e, nele, o paciente deve descansar. Não é comum sentir dor em momento algum e, nessa fase, pode haver enjoos e, mais raramente, náuseas e pequenos sangramentos nasais, que são passageiros e não comprometem a cirurgia. É utilizada um curativo de gaze abaixo do nariz (curativo em “bigode”) para conter o possível sangramento.

Os trinta dias subsequentes correspondem ao pós-operatório tardio e algumas indicações devem ser seguidas para evitar riscos e maximizar os resultados. Nos três primeiros dias a dieta deve ser restrita a alimentos líquidos e pastosos, sempre frios ou à temperatura ambiente (por exemplo: água, leite, iogurte, sopa fria, sorvete, gelatina, etc.), re-introduzindo aos poucos os alimentos habituais até o final da primeira semana, quando a alimentação já pode voltar ao normal. Na primeira semana pode haver desconforto respiratório ocasionado pela obstrução nasal e eliminação de crostas pretas correspondentes ao sangue coagulado, mas se limitam a esse período. Exercícios físicos devem ser evitados durante um mês após o procedimento e podem ser retomados após esse período.

 

Recent Posts
Entre em contato conosco

Responderemos o mais breve possível.

WhatsApp chat